Prêmio Caio Sustentabilidade

Prêmio Caio 16ª Edição

Case: ENCONTRÃO EDP
Candidato: Pepper
Cliente: EDP Energias do Brasil
Segmento: Eventos
Estado: SP
 
Capa Apresentação Conteúdo Apresentação de inovações tecnológicas e estratégias indicando Desafios e Soluções Retorno sobre investimento, geração de negócios e outros indicadores econômicos

A EDP Energias do Brasil é uma holding que detém investimentos no setor de energia em geração, comercialização e distribuição em sete estados - São Paulo, Espírito Santo, Mato Grosso, Tocantins, Amapá, Pará, Ceará, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

É controlada pela EDP - Energias de Portugal, uma das maiores operadoras europeias no setor energético. Presente no país desde 1996, a EDP é o terceiro maior grupo privado de comercialização de energia do Brasil e o quarto em geração. A capacidade instalada atual é de 2.381 MW e 26.444 GWh de energia distribuída.

Em distribuição, o grupo controla integralmente a EDP Bandeirante, com atuação no Alto Tietê, Vale do Paraíba e Litoral Norte de São Paulo, atendendo 1,73 milhão de clientes; e a EDP Escelsa, situada no Espírito Santo, que atende 1,43 milhão de clientes.
Bienalmente, a empresa realiza um encontro – em duas etapas - com colaboradores de todo país, em seus mais variados níveis. Com o setor energético em crise, o evento tornou-se ainda mais estratégico para companhia. Era preciso abrir um diálogo amplo e direto com o público para disseminar as estratégias, metas e caminhos da empresa para nortear o trabalho para os próximos dois anos.

FICHA TÉCNICA:

Encontro EDP ONE
Juntos fazendo história

Número de Participantes: 950 pessoas em São Paulo e 700 pessoas no Espírito Santo
Locais: São Paulo/SP – Expo Transamérica | Vitória/ES – Centro de Convenções Vitória
Data/Período: São Paulo – 10 de fevereiro de 2015 | Vitória – 06 de março de 2015
Descritivo: A EDP, terceiro maior grupo privado de comercialização de energia do Brasil, realizou um Encontro com seus colaboradores de diversos níveis para alinhar estratégias e disseminar sua cultura corporativa. Com o tema Juntos fazendo história, transformamos histórias reais em conteúdo para a plenária despertando o sentimento de pertencimento e prestigiando os colaboradores.

Galeria de imagens

A EDP teve muito de seu crescimento no Brasil baseado na aquisição de companhias já existentes. É o caso da Bandeirantes, que distribui para quase 2 milhões de clientes em São Paulo e Escelsa que atende quase 1.5 milhões de residências no Espírito Santo. Além da aquisição de plantas geradoras de energia.
Essas empresas já tinham modos de operação e cultura empresarial próprias. Com a entrada da EDP vieram novos processos e diretrizes. A empresa concluiu em 2014 uma grande revisão de sua cultura, com novos valores e princípios corporativos. Era preciso disseminar essa visão e reforçar que este trabalho se baseia no cuidado e na preocupação da EDP com todos os seus colaboradores em diferentes níveis. Mostrar a EDP como uma empresa humana e comprometida com o bem estar era afirmativo para este momento.

Além disso, a empresa também tinha mudanças no board e era hora de apresentar e aproximar diretores dos colaboradores que ficam, em geral, geograficamente muito distantes. Suas principais unidades de negócio – geração, distribuição e comercialização – além da presidência da empresa, precisavam estabelecer empatia com os comandados e desmistificar a imagem altamente hierarquizada e distante de administrações anteriores.

Foi aí que a agência, que já atende o cliente em comunicação interna, desenvolveu muito mais que um evento. A solução passou por um stroytelling elaborado e colaborativo com o desenvolvimento do tema Juntos fazendo histórias, ao qual se somou o ONE, uma diretriz global da companhia.

A ideia era prestigiar as identidades dos colaboradores e dar protagonismo a eles. Mostrar que a EDP é uma empresa realmente interessada na vida e na história de cada um, dentro e fora do ambiente corporativo. Histórias são poderosos instrumentos de compartilhamento de cultura. Quando elas são reais e representam os colaboradores, independente de sobem nos postes ou se trabalham no escritório, isso torna-se ainda mais intenso.

Lançamos uma campanha de endomarketing 3 meses antes. Os colaboradores poderiam contar histórias de suas vidas, seus desafios superados, amizades conquistadas. Dentro e fora da empresa. Todos que participavam concorriam a viagens nacionais e a viagens a Portugal onde além de desfrutar das belezas de Lisboa, conheceriam a matriz da empresa.

Foram mais de 200 histórias de vida. Dez delas foram escolhidas para se transformarem em conteúdo na plenária, em vídeo, fotos e relatos que ganharam destaque em um grande livro central que misturava a vida dos colaboradores com os conteúdos da empresa em uma forte associação de unidade. Esses conteúdos costuraram todo o evento, abrindo e fechando os blocos. As apresentações dos diretores também se iniciaram com vídeos suas histórias pessoais, humanizando suas figuras perante os presentes. O evento foi realizado em duas etapas, de forma exatamente igual. Uma em São Paulo, no Expo Transamérica, para 1000 colaboradores e outra em Vitória, no Centro de Convenções Vitória, para cerca de 600 pax.

Acreditamos que esse evento é vencedor pela temática envolvente e engajadora que traduz fielmente o posicionamento humano da EDP para com seus colaboradores. Um movimento que se iniciou com uma grande campanha de endomarketing e levou para palco histórias reais de colaboradores de todos os níveis sociais e hierárquicos em um storytelling customizado para o público interno. Pessoas que se sentiram prestigiadas em verem suas vidas, ambições, sonhos e conquistas representadas pelo prisma de histórias de gente como eles, com as mesmas lutas diárias. Afinal, é a energia das pessoas que move uma empresa.

Galeria de imagens

 

Após um longo período de diagnóstico e análise com a prestigiada consultoria Amana Key, a EDP redefiniu alguns processos de sua gestão, liderança, governança e cultura corporativa. Na sede, foram implantados escritórios open space onde as pessoas não têm lugar marcado e outras mudanças significativas. Porém, era preciso ir além da sede e disseminar os novos conceitos da empresa por todos os públicos, escritórios e usinas.

Nosso desafio era mergulhar na recém lançada Cultura EDP e encontrar um meio de levantar conversas e engajar as pessoas sobre o tema. Além disso, era importante que os diretores tivessem uma imagem mais próxima e humana e que todo o conteúdo e as abordagens pudessem ser compreendidos por colaboradores de todos os níveis, desde aqueles que sobem nos postes aos dos níveis diretivos e gerenciais.

Iniciamos o processo com a busca por uma temática emocional, forte e mais que tudo, universal. Foi assim que o tema histórias surgiu. Histórias são um elo da humanidade, comuns a todos, independente de sua posição social. Todo mundo tem uma história para contar, algo do qual se orgulhe, uma grande reviravolta ou superação. Uma empresa também tem histórias. Elas são o conjunto de tudo que a soma dos colaboradores escreve dia-a-dia. Juntos. Aí também se traça um paralelo com o tema internacional da EDP oriundo de Portugal. Era necessário trabalhar o conceito ONE, que fala de união, sustentabilidade, pertencimento. Foi assim que criamos o Encontro EDP ONE – Juntos fazendo história.

Criamos uma grande campanha de endomarketing explorando todos os meios internos da empresa. Murais digitais, cartazes, email-marketing, revista, newsletter, grupos de whatsapp, descanso de tela e materiais nas áreas comuns foram explorados para lançar um chamado: Contar uma história. Poderia ser algo com os colegas de trabalho, uma grande conquista, um aprendizado dentro ou fora da empresa. E todos poderiam contar do seu jeito, o importante era compartilhar. As histórias poderiam ser enviadas pelo hotsite e também depositadas em urnas, no caso dos colaboradores que não trabalham com computador. Poderiam usar qualquer suporte de foto, vídeo, desenho.

Para ampliar a atratividade, todos os que enviassem histórias concorriam a prêmios. Eram 5 viagens nacionais para destinos onde a EDP têm alguma operação e duas viagens à Portugal, onde os vencedores conheceriam a matriz da empresa.

A participação surpreendeu com mais de 200 histórias enviadas. Montamos uma operação especial com uma equipe mista onde profissionais da agência e da EDP analisavam o material recebido com foco em transformá-lo em conteúdo para os diversos blocos da plenária. Começou um minucioso trabalho de entrelaçar e combinar as informações da empresa, desempenho, reconhecimento, metas e cenários à histórias emocionantes, reais e impactantes. As escolhidas viraram vídeos emocionais com a participação de familiares e depoimentos de colegas de trabalho, no estilo arquivo confidencial.

Para manter o tom, os diretores também tiveram suas histórias de vida contadas através de vídeos que antecediam sua participação. Uma forma de revelar a pessoa por trás do cargo e trabalhar um outro olhar sobre a liderança da empresa.

O evento foi feito em São Paulo, para 1000 colaboradores da sede e das empresas que trabalham no fornecimento da região, com uma grande estrutura no Expo Transamérica. Uma dinâmica comandada pela Amana Key apresentou os novos princípios de forma divertida e interativa. Após a plenária, os presentes tiveram um momento de integração em um coquetel ao som de uma quarteto de chorinho.

O encontro foi replicado extamente da mesma forma em Vitória, no Centro de Convenções Vitória, agora para quase 600 pax oriundos da operação no Espírito Santo e região.

Galeria de imagens

 

O sucesso das participações na campanha de endomarketing através do envio de mais de 200 histórias já era um indicativo de que o evento teria adesão recorde. Tanto em número de participantes nas duas praças, que cresceu 12%, quanto no índice de satisfação medido em pesquisa, o Juntos fazendo história estabeleceu um novo padrão para a EDP.

Para a campanha, movimentamos todos os meios internos da companhia para impactar seus mais de 3 mil colaboradores diretos, em diversas regiões. Um cuidadoso trabalho de análise do material escolheu 10 histórias que foram transformadas em vídeos. Um trabalho que começou com a roteirização e envolveu equipes de gravação em 3 estados, visitando as casas, produzindo depoimentos de familiares e colegas. Realizamos entrevistas com todos os diretores para transformar suas histórias em conteúdo para as plenárias. Foram, ao todo, mais de 15 horas de gravações brutas para compor as versões finais de todas as histórias.

Nos eventos, cerca de 120 profissionais envolveram-se nas diversas etapas de montagem, técnica e operação nas duas praças. Em São Paulo, foram 50 metros de projeção, enquanto que no Espírito Santo, por características do local, foram 36 metros.

Galeria de imagens
         

 

 

Compartilhe: Twitter Facebook Linkedin Plaxo Youtube