Prêmio Caio Sustentabilidade

Prêmio Caio 16ª Edição

Case: LOLLAPALOOZA STAND DA PEPSI
Candidato: N.A Equipamentos
Cliente: Pepsi-Cola do Brasil
Segmento: Serviços
Estado: SP
 
Capa Apresentação Conteúdo Apresentação de inovações tecnológicas e estratégias indicando Desafios e Soluções Retorno sobre investimento, geração de negócios e outros indicadores econômicos

N.A

N.A - Premiada fornecedora de equipamentos e serviços de vídeo para Festivais, Teatro e Artes, Eventos Corporativos, Shows Indoor/Outdoor e Televisão.
Nós garantimos a criatividade e suporte técnico completo para montar soluções de vídeo de ponta para alguns dos shows mais inovadores e ousados do mundo!
A N.A é a líder na indústria para Equipamentos de Vídeo Profissional, desde soluções criativas até aluguel de equipamentos.

Agência Gael

Uma agencia especializada em comunicação e eventos do estado de São Paulo.


Pepsi-Cola no Brasil

Em 1950 a Pepsi já era importada, dos Estados Unidos para uma loja do Rio Grande do Sul.

Em 1952 foi inaugurada em Porto Alegre a fábrica brasileira de refrigerantes Refrigerantes Sul Rio-Grandense S.A.,[11] propriedade do imigrante português Heitor Pires, que começou a produzir a Pepsi-Cola em Porto Alegre. Pires investiu pesado em marketing, pintando as fachadas dos bares da cidade com o logotipo do refrigerante, usando a entrega em domicílio com caminhões identificados com a marca, e criando tampinhas de garrafa premiadas. Logo os gaúchos acreditavam que a bebida era um produto local.[12] [13]

Oficialmente, o refrigerante Pepsi-Cola foi lançado no Brasil em 1953 através de uma das divisões da PepsiCo, a Pepsi Beverage International (PBI).

Graças à introdução inicial no Rio Grande do Sul, a Pepsi sempre teve forte presença no estado. A Pepsi já chegou a ser responsável por 40% das vendas no estado, mas atualmente é de 26% (na Grande Porto Alegre chega a 33,4% no segmento cola).[14] [15] [16] [17] O aterro e o desenvolvimento urbano da região da Sul-Riograndense a partir de 1979 fez as autoridades impedirem a permanência da fábrica no local.[12] Pressionada, a Pepsi deixou em 1994, se mudando para Sapucaia do Sul. Outra fábrica também existe em Viamão.[13] O prédio original foi demolido em 1999.[11]

No ano de 1988 as garrafas de Pepsi ganharam tampa de rosca.

Em 1984, a Companhia Cervejaria Brahma assinou contrato para distribuir as bebidas da PepsiCo. Dez anos depois, tendo prejuízos e raramente superando os 10% nas participações de mercado, revenderam os direitos para a argentina BAESA. Em 1997, com o braço brasileiro da BAESA entrando em falência, a Brahma comprou as operações da empresa. Ao voltar a ter os direitos das bebidas da PepsiCo, que também dava oportunidade para fortalecer a participação da empresa em refrigerantes - bebidas como Guaraná Brahma.

Galeria de imagens
   

 

Vídeo


A Proposta foi de criarmos uma lata de PEPSI gigante com um palco dentro dela e painéis de LED no fundo. Nessa lata iria acontecer shows, brincadeiras e vídeos.

Além disso, a lata deveria estar com a cor próxima a original, com as logos e demais conteúdos combinados. Essa foi uma grande estrutura da patrocinadora oficial do Lollapalooza, aonde a mesma ainda montou um stand.

A lata foi criando forma com vários painéis de LED, um a um em volta da estrutura metálica, todos os equipamentos montados deveriam interagir com o público e marcar o evento pela a inovação e criatividade da marca.

E, mais uma vez a N.A Equipamentos fez com sucesso esse evento, aonde montamos toda a lata, com diversos LEDs, painéis de LED também no fundo do palco e muita interatividade. Esse case é especial e nos leva a vitória, porque é extremamente inédito e inovador no mercado, e a repercussão foi enorme e intensa.

Executamos com excelência, responsabilidade e profissionalismo o escopo que nos foi passado e com isso superamos todas as expectativas possíveis e inimagináveis.

Galeria de imagens
       

 

Neste trabalho, usamos uma vasta gama dos nossos equipamentos e técnicos para execução do trabalho e montagem da lata.

A nossa ideia criativa foi de usar painéis que se curvem e que podiam trabalhar em formas redondas, sincronizando a interatividade dos painéis ao fundo do mini palco.

Usamos um Painel Outdoor Radiant MC - 9H com Type indoor/outdoor - Tile size 600 x 600, Resolução de 64x64 mais Media Server HD, Folsom Imagempro HD e o Processador MC - 9H.

Usamos um Painel Indoor Pixled F30L com Type Indoor/outdoor - Resolução 8 x 32/ Video Frame Rate 60Hz.

Para o Teto da lata foi usado um Pixled F30L com as mesmas configurações que o painel indoor. As metas atingidas foram a execução, os prazos e o escopo apresentados a nos.

E, por fechamento, as soluções para a ambientação cenográfica deram certo, o prazo de montagem foi respeitado, os equipamentos funcionaram perfeitamente, criando mais um item em nosso portfólio comercial para os nossos clientes, sendo pioneiras nesta nova solução audiovisual no Brasil.

Galeria de imagens
       

 

http://www.papelpop.com/2015/03/esses-azuizinhos-do-pepsi-live-sound-no-lollapalooza-sao-animados-demaaaais/

Esses “azuizinhos” do Pepsi Live Sound no Lollapalooza são animados demaaaais!

PUBLICIDADE 29/03/2015
17:35

MAIS SOBRE:
LOLLAPALOOZA
Na edição 2015 do Lollapalooza, a Pepsi decidiu que todo mundo merece fazer parte da “line-up”. Por isso, ela montou o Pepsi Live Sound, um lugar onde a galera pode ter seus minutinhos de fama e cantar karaokê com banda ao vivo. Foi um sucesso!
O espaço era uma lata gigante de Pepsi toda feita de LED, não tinha como passar despercebido. O público podia soltar a voz no palco com a sua música preferida. E o repertório era enorme. Havia os clássicos que a gente vê em todo Karaokê e até as mais atuais como “Happy” do Pharrell Williams e “Countig Stars” do OneRepublic.

E se você pensa que quem pisou lá ficou tímido está muito enganado. Cada vez que passávamos lá, alguém estava soltando a voz, chamando o público para pular, dançando, fazendo gracinha com os apresentadores. O pessoal realmente soltou o seu “astro da música” interior.

Quem roubou a cena e merece palmas foram os garotos da Pepsi. Esses daí estavam pilhados durante todo o festival e puxavam quem passava por lá pra dançar. Eles também faziam poses, pagavam de astros do rock… Quem viu parou para tirar uma foto.

Galeria de imagens
       

 

 

Compartilhe: Twitter Facebook Linkedin Plaxo Youtube