Prêmio Caio Sustentabilidade

Prêmio Caio 16ª Edição

Case: FIAT AUTOMOVEIS
Candidato: Red Star
Cliente: Fiat Chrysler Automobiles
Segmento: Serviços
Estado: SP
 
Capa Apresentação Conteúdo Apresentação de inovações tecnológicas e estratégias indicando Desafios e Soluções Retorno sobre investimento, geração de negócios e outros indicadores econômicos
Fiat Salão do Automóvel 2014

A Fiat busca um crescimento que tenha a inovação como principal sustentação. Busca sair do patamar da inovação tecnológica em produtos e serviços e elevar a gestão da inovação à outras dimensões, a novos modelos de negócios, ao nível estratégico da empresa e que seja transversal, ou seja, a inovação deve chegar à todos os níveis e áreas da empresa.

Em todas as edições do Salão Internacional do Automóvel, a Fiat leva para seu estande um conceito que demonstre essa imagem da marca: da empresa jovem, inovadora, pioneira e democrática. Agora em 2014 não foi diferente.

Líder de vendas há 12 anos no mercado brasileiro, a Fiat assumiu a rua como território de comunicação. E esse foi o conceito chave do Salão do Automóvel de 2.014.

Com a chamada "evolução da visão da rua" — que é meio e não fim, e também catalisadora da conexão com as pessoas —, foi possível passear por linhas, inclinações e ângulos impactantes, com uso de luzes e painéis de led, em forma e interatividade inusitadas. Tudo planejado para demonstrar e valorizar os produtos que fazem da Fiat um sucesso de mercado.


Vídeo


A estratégia para a participação da marca Fiat foi o reforço do seu slogan: a marca que mais entende de rua.

Foi criado um ambiente que exaltava a modernidade, a tecnologia e a inovação - que são os traços mais marcantes da Fiat - com ruas feitas por painéis de led´s instalados no piso e no teto (todo suspenso e fixado no teto do Anhembi), interagindo com grandes painéis de led no fundo, trocando de imagens e cores simultaneamente e em função do som e da trilha sonora.

A estratégia de marcar a área com um teto negro com led e luzes cênicas, valorizou o espaço e impediu a poluição visual do teto do pavilhão de exposições, possibilitando um visual interativo marcante e impactante.

Além de todas as tecnologias inovadoras, a arquitetura foi ousada e expôs os veículos de forma diferenciada, como verdadeiras estrelas.
Foram instalados em mezaninos que mais pareciam passarelas onde eles "desfilavam", fixados nas paredes do estande despertando a curiosidade do público, fixados em rampas inclinadas que desafiavam a gravidade.

Galeria de imagens
carros nas paredes
carros nas paredes 2
veículso expostos de forma diferenciada
visual impactante
show de inovação
         

 

Entre as atrações, a "Live Store"- uma atividade 100% interativa, onde eram feitas demonstrações ao vivo da loja virtual Fiat e os atendentes apresentavam aos visitantes do Salão do Automóvel detalhe a detalhe dos modelos especialmente selecionados. A “Live Store” é uma plataforma digital criada com objetivo de oferecer o atendimento personalizado e individualizado de um consultor para qualquer cliente, através da internet, onde mais que conteúdo é possível ver detalhes do veículo e orientações de funcionamento.
Essa plataforma, inclusive, rendeu no festival de Cannes de 2014, um Leão de Bronze em Mídia e o prêmio inédito em Inovação, o 1º Innovation Lions do Brasil.
Ainda para interagir, a estação "Bravorama", um game para quatro jogadores que se desafiavam numa divertida pista virtual.
A "Vacilândia" era outro game com o conceito da campanha “Fiat por uma rua melhor – Vacilão na Rua Não”, que alertava sobre os pontos de atenção para todos que estão nas ruas, do pedestre ao condutor.
Também foi desenvolvido o aplicativo “Quero meu Fiat”, possibilitando ao público presente a solicitação de uma proposta de qualquer carro da Fiat. Para isso os modelos expostos no Salão estavam etiquetados com QR Codes para leitura e, feito o reconhecimento a partir do smartphone, o aplicativo possibilitava o conhecimento detalhado de cada modelo. É como se o estande da Fiat estivesse no bolso de cada visitante.
Falando em atrações e desafios não podemos deixar de citar o Giromaster - peça mecânica que tinha um 500 fixado em seu eixo, girando numa altura de 2m.
Antes mesmo que o evento inaugurasse ao público a peça sofreu um defeito mecânico em um de seus eixos, soltando o veículo e fazendo um grande barulho e estrago na área instalada, chamando a atenção de todos.
Numa ação estratégica rápida e certeira, toda a equipe se mobilizou e durante a madrugada fez todos os reparos necessários, inaugurando o estande no dia seguinte ao público geral, sem nenhum sinal do ocorrido.
Dois dias após o incidente a peça voltou a funcionar e colaborou com o grande sucesso do evento final.

Galeria de imagens
Giromaster
Livestore
Vacilandia
   

 

A organização do Salão do Automóvel de São Paulo divulgou nesta quinta-feira (13) o balanço final da edição de 2014 do evento.

No total, foram contabilizados 756.114 visitantes em 11 dias de evento, número superior à estimativa original (750.000 pessoas) e aos públicos de 2012 (748.733) e 2010 (750.283).

Além disso, a São Paulo Turismo (SP Turis) avalia em R$ 280 milhões o valor gerado pelo Salão no município paulistano. Falando especificamente da participação de turistas nesse panorama, eles corresponderam a 32,5% dos visitantes, com gasto médio individual de R$ 986.

Na semana após a finalização do evento, já haviam sido divulgados dados referentes aos modelos expostos: foram 547, recorde do Salão, representados por 41 marcas.

O Salão do Automóvel de São Paulo foi marcado por um recorde de veículos expostos no Pavilhão de Exposições do Anhembi.

O público que compareceu ao evento pode apreciar um total de 547 carros, de 41 marcas diferentes. O recorde anterior era da edição de 2012, com 505 veículos.

 

Compartilhe: Twitter Facebook Linkedin Plaxo Youtube