Prêmio Caio Sustentabilidade

Prêmio Caio 17ª Edição

Case: EXPERIÊNCIA DO AMANHÃ - A EVOLUÇÃO DA TELEVISÃO NO BRASIL
Candidato: Globo
Cliente: Globo
Segmento: Eventos
Estado: RJ
TROFÉU LEDCOM
Categoria: Evento Artístico
 
Capa Apresentação Conteúdo Apresentação de inovações tecnológicas e estratégias indicando Desafios e Soluções Retorno sobre investimento, geração de negócios e outros indicadores econômicos
Vista frontal da exposição no Museu do Amanhã

Fundada em 1965, no Rio de Janeiro, a Globo está presente em 99,7% dos lares brasileiros, através de 123 emissoras, incluindo as Afiliadas, e em mais de 100 países, por meio da Globo Internacional. Somos uma televisão aberta, plural, gratuita. Um veículo de comunicação identificado com o jeito de ser do brasileiro, em movimento constante para acompanhar a sociedade e estar em sintonia permanente com o público. O talento, a qualidade e a relevância do nosso conteúdo, aliados à agenda da população, são nossos maiores ativos. A nossa maior vocação é contar boas histórias, falar com o público, do jeito que ele quiser, esteja ele onde estiver.

Em uma parceria Globo com o Museu do Amanhã e a NHK, foi criada uma exposição com o objetivo de reafirmar a importância da TV aberta no Brasil, demonstrar a evolução tecnológica que passamos ao longo de todos os anos e o que ainda chegará ao Brasil, apresentamos a TV 8K, uma imersão sensorial e um novo formato de assistir TV. Além da exposição, no auditório do museu, exibimos para o público visitante competições olímpicas, ao vivo, em 8K. Promovemos encontros e visitas especiais para públicos específicos ao longo do período da exposição, com o objetivo de ratificar a importância da TV aberta no Brasil.

Como será a televisão em 2025? E o quanto ela evoluiu desde sua criação? As respostas a essas perguntas puderam ser conferidas na exposição Experiência do Amanhã - A Evolução da Televisão no Brasil. Com divulgação nas mídias sociais da Globo, website do Museu do Amanhã, conseguimos transmitir ao público, através de lembranças afetivas, o quanto evoluímos tecnologicamente e quanto ainda iremos evoluir.

Experiência do Amanhã - A Evolução da Televisão no Brasil, no Museu do Amanhã, Zona Portuária do RJ.
140 m2 de área útil
5 sets expositores: 4 sets retratando a evolução da tecnologia da TV através de cenografia e com TV´s de cada década e 1 set com a Experiência do Amanhã, uma imersão sensorial da tecnologia do futuro, 8k.
17 dias de exposição - 05/08 a 21/08 de 2016
5 dias de montagem
30 profissionais envolvidos no projeto
10 profissionais envolvidos na operação diária
Abrangência: 30.000 visitantes
Atividades Paralelas: Além da exposição, tivemos transmissões ao vivo de competições Olímpicas, em tecnologia 8k, no auditório do museu como forma de complementar a Experiência do Amanhã.
Entidade Promotora: Globo, em parceria com o Museu do Amanhã e NHK.

Galeria de imagens
TV dos anos 50 e 60
TV dos anos 70
TV dos anos 80 e 90
TV dos anos 2000
TV do futuro - tecnologia 8K
         

 

Vídeo


A cobertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016 sempre representou um enorme desafio para o Grupo Globo e suas empresas. O maior evento esportivo do planeta significava uma oportunidade única para a construção de marca e para atrair o interesse do telespectador. Com esse conceito, buscamos transformar essa experiência em mais inovadora possível.
Meses antes de iniciarem as olimpíadas, a Globo enviou um engenheiro para passar 6 meses no Japão desenvolvendo, com a NHK, o projeto para trazermos a tecnologia 8k para o Rio de Janeiro. A intenção foi criar uma experiência indescritível para um público que não fosse assistir ao vivo as competições.
Mas não podia ser uma experiência em qualquer lugar. Era preciso buscar um local onde pudéssemos atingir um público nacional e internacional e que representasse um lugar do futuro. Um local onde houvesse uma grande circulação de pessoas e que pudéssemos atrair com o intuito de descrever a nova experiência, apresentar o futuro da tecnologia no novo formato de assistir TV.
Diante deste cenário, foi selada uma parceria com o Museu do Amanhã, local onde o futuro é contado a todo segundo, local onde os visitantes buscam por novidades e inspirações. O auditório do museu abrigaria a exibição das competições e contaria ao público como é a experiência 8k e qual a previsão da comercialização dessa tecnologia no Brasil.
Além da exibição em 8k, resolvemos contar essa história montando uma exposição sobre o avanço tecnológico da TV no Brasil. Criamos uma linha do tempo onde mostramos cenários com a evolução da TV em casas brasileiras. Foi uma maneira lúdica, interativa e simples de contar essa história.

O resultado foi uma exposição que recebeu cerca de 30 mil visitantes. A exposição “Experiência do Amanhã - A Evolução da Televisão no Brasil”, nos permitiu uma viagem através do tempo, mergulhamos em pesquisas de cada época em que aconteceram as “viradas tecnológicas” da televisão, e, cenograficamente reproduzimos as casas brasileiras através de elementos que nos despertassem a memória afetiva daquela época.

Buscamos emocionar o público com a lembrança de ícones tais como: revistas, móveis, luminárias, jogos e etc. Dentre o mobiliário demos destaque especial a designers brasileiros, como Sergio Rodrigues e Irmãos Campana, construímos uma caixa pra cada momento, onde o público podia mergulhar no conteúdo que estava sendo exibido na tv através de totens interativos que contavam sobre as transmissões que passavam nos televisores respectivos em cada set e sobre a tecnologia da década através de textos e ilustrações para melhor compreensão.
E, ao final desta viagem, chegamos à Experiência em 8K, com imagem e áudio incomparáveis!

Em 1950, a inovação chegou ao Brasil dentro de uma caixa de madeira e vidro que foi chamada de “janela para o mundo”. Ela trouxe informação, diversão e emoção para a vida dos brasileiros.
Com as imagens da televisão, o Brasil pôde se conhecer e se inspirar. E, desde então, o televisor é uma das formas mais populares de acompanhar a realidade e imaginar o mundo. Pela telinha, nos envolvemos com histórias próximas e distantes e comentamos os últimos acontecimentos.
Essa caixa genial passou a ser nossa companhia diária. O formato do aparelho foi se alterando ao longo das décadas e o televisor se tornou mais barato e portátil, ocupando outros cômodos da casa: do quarto à cozinha. Mas a TV de melhor qualidade sempre esteve onde todos podem se reunir: na sala.

Com a evolução da tecnologia, novamente estamos diante do futuro: a resolução 8K. Com 16 vezes a quantidade de pixels das imagens de alta resolução atuais, o formato 8K tem mais cores, mais canais de áudio, mais definição. Tudo para tornar mais emocionantes os jogos esportivos, o último capítulo da novela ou o filme favorito.

A televisão no Brasil vive um momento importante: a transição final para o sistema digital, oferecendo transmissões de melhor qualidade, mobilidade e interação para todo o país.
O conteúdo da TV se expandiu para outras telas. Hoje podemos ver nossa programação predileta em todo lugar: no celular, no computador, no tablet, na smart TV. Para acompanhar esta evolução, os estúdios de TV buscam permanentemente melhorar o sistema de transmissão de sinais para levar ao público a melhor imagem e o som mais puro.
Nunca a realidade nos foi tão próxima quanto às imagens transmitidas pela antiga caixa de madeira e vidro. Vamos relembrar como era assistir à televisão nas décadas passadas.

A distribuição das tecnologias/décadas na exposição foi dividida em cinco sets distintos, sendo o último uma televisão com tecnologia 8K.
1º set – Anos 50/60 - TV EM PRETO E BRANCO
O visitante pode ver - ou rever - imagens da chegada do homem à lua e de um amistoso entre Brasil e URSS no Maracanã, com a presença do então candidato a presidente Kennedy.
2º set – Anos 70 - TELEVISOR COLORIDO DE TUBO
As imagens passaram a chegar coloridas e os televisores ganharam botões de brilho e contraste. Trechos curiosos, como a primeira novela a cores no Brasil - ‘O Bem Amado’ -, imagens da Copa do México e das Olimpíadas de Munique e Montreal fazem parte da coleção.
3º set – Anos 80/90 - O CONTROLE REMOTO E A TELA PLANA
A expansão do sinal analógico terrestre, o controle remoto e o áudio estéreo começaram a revolucionar a forma de se assistir TV. Ao mesmo tempo, a qualidade das produções brasileiras começou a ser reconhecida internacionalmente. O público relembrou desta época através de imagens de produções como ‘Terra Nostra’, ‘Vinicius para Crianças’, além de takes históricos dos Jogos de Moscou, Los Angeles, Seul, Barcelona e Atlanta.
4º set – Anos 2000 - TV DE TELA FINA, DIGITAL HD, 4K E MULTIPLATAFORMA
Chegada das TVs de LCD, a imagem em alta definição captada em 5 canais de áudio, telas de LED, a tecnologia 4K e a expansão do conteúdo para múltiplas telas. Retransmitimos emoções das Olimpíadas de Atenas (2004) e os ouros conquistados pelo Brasil, cenas da novela Caminho das Índias, ganhadora do Emmy em 2009 e abertura das Olimpíadas de Londres (2012).
5º set – 2016 – E o futuro da televisão
Os visitantes puderam vislumbrar como assistiremos à TV no futuro. Transmissões em 8K - ultra-alta definição, ocorreu no SET ‘A Experiência do Amanhã - 8k’ com imagens aéreas do RJ e transmissões ao vivo dos jogos olímpicos.

Além da exposição e exibição das competições, oferecemos, na segunda semana, um coquetel exclusivo para executivos Globo, autoridades políticas e executivos de empresas privadas, com tour especial nas instalações da exposição Experiência do Amanhã. Recepcionistas vestidos com figurino respectivo de cada década estavam posicionados à frente de cada set da exposição, para compor a atmosfera apresentada. E para vivenciarem a experiência 8K, exibimos ao vivo a prova de atletismo diretamente do Engenhão.

O objetivo era verificar se o 8K era capaz de encantar o público em geral e mostrar que vamos continuar evoluindo tecnologicamente, a TV não vai parar no HD ou no 4K.

Acreditamos que o case é vencedor nessa categoria por sua inovação tecnológica experimental diretamente com o público. O Museu do Amanhã é um local com exposições sensoriais, mas nunca uma TV proporcionou uma experimentação desse gênero no Brasil e isso se converteu em inclusão da sociedade nos projetos futuros que a TV Globo compartilhará com os telespectadores.

Galeria de imagens
Entrada da Exposição
Set cenográfico anos 50/60
Set cenográfico anos 70
Set cenográfico anos 80/90
Set cenográfico anos 2000
Set cenográfico para a tv com tecnologia 8K
Ricardo Piquet e Duda Pereira inaugurando a exposição
ainel explicativo sobre o 8K
Entrada do set de tecnologia 8k
Museu do Amanhã
         

 

De olho nas inovações da indústria, Globo e NHK são parceiras desde a década de 90, quando as emissoras começaram testes da tecnologia HD, que foi implantada no Brasil em 2007.
As ações conjuntas com a tecnologia 8K começaram com a coprodução do Carnaval carioca de 2013. Na época, as únicas pessoas que tiveram acesso ao conteúdo foram os funcionários da Globo que estavam trabalhando na Sapucaí. Em 2014, foi feita uma demonstração de alguns jogos da Copa do Mundo no auditório do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF). Este conteúdo foi assistido para um público restrito de aproximadamente 1000 pessoas, composto por funcionários e membros da comunidade acadêmica.
O projeto da demonstração das Olimpíadas começou em maio de 2015, quando NHK e Globo começaram a conceituar esta ação. Com isso, as empresas definiram que esta exibição, diferentemente de 2013 e 2014, seria pública e transmitida ao vivo por via terrestre, sendo a primeira experiência deste tipo no mundo. A ação exigiu a coordenação das duas emissoras com outras seis empresas de tecnologia, o intercâmbio de um pesquisador brasileiro no Japão por quatro meses e o envio de 12 pesquisadores japoneses ao Rio de Janeiro durante as Olimpíadas.
Quem passou pelo Museu, durante o período olímpico, teve a oportunidade de assistir a transmissões de diversas provas em 8K, como basquete, natação, atletismo e judô. A tecnologia oferece imagens em altíssima resolução – 16 vezes superior ao HD – proporcionando um grande nível de realismo. O padrão é o mais avançado em qualidade de imagem perceptível ao olho humano, o que significa competições mais emocionantes, mais vibrantes e com mais definição.
No Brasil, atualmente, coexistem, dois sistemas de transmissão – analógico e digital. Os espectadores estão se adequando gradualmente para o desligamento do sinal analógico nas grandes capitais, que ocorrerá até 2018 e proporcionar essa degustação do 8K, foi também uma demonstração de como a evolução de qualidade de imagem e som é necessária e foi possível vislumbrar como assistiremos à TV no futuro. E é esta experiência que o público pode vivenciar durante os Jogos Olímpicos.
Durante todo o evento, foram usados diversos equipamentos que pudessem beneficiar a experiência dos convidados. Para os dezessete dias de evento, utilizamos o espaço Ponto de Encontro para construirmos e exibirmos a exposição e utilizamos o auditório para a exibição das competições, ambos os espaços dentro da estrutura do Museu do Amanhã.
Para a construção dos sets de evolução tecnológica, utilizamos caixas em MDF lacadas de branco com o fundo adesivado de acordo com a cenografia correspondente à época.
A escolha do mobiliário veio de uma pesquisa intensa do que era acessível e icônico nas décadas correspondentes para que impactassem o público através da memória afetiva daqueles que viveram aqueles anos.
No átrio do Museu, um totem adesivado, ao lado de um balcão, sinalizava o local de “informação e inscrição” das sessões em tecnologia 8K que aconteciam no auditório. As recepcionistas, devidamente uniformizadas com camisetas com o logo do evento, informavam os horários e modalidades das competições a serem transmitidas no dia.
Para a exposição, contamos com cinco educadores, também uniformizados, durante todos os dias de exposição, com o objetivo de enriquecer a experiência do visitante passando informações e curiosidades da Experiência do Amanhã. Foi utilizada iluminação cenográfica dentro de cada set e utilizamos a luz do Museu para iluminar o espaço à noite, já que nossa área era próxima a janela e com isso, tivemos iluminação natural durante o dia todo.
A montagem foi iniciada sete dias antes da abertura da exposição, e com o Museu em funcionamento, com isso tivemos que centralizar as montagens à noite, pois não podíamos interferir na experiência dos visitantes nas outras exposições.
Toda a parte de segurança foi de responsabilidade da TV Globo, contando com funcionários TV Globo e alinhada com a segurança do Museu do Amanhã. Bem como adequação e adaptação a procedimentos de bombeiros, liberação e legislação, etc.
No dia 15 de agosto fizemos um coquetel para autoridades e executivos nacionais e internacionais, para melhor relacionamento entre os convidados, optou-se por uma configuração de serviço volante de comida e bebida, durante o coquetel os convidados poderiam circular e visitar a exposição Experiência do Amanhã e às 21h convidamos a todos para irem ao auditório para assistir ao vivo, em tecnologia 8k, a competição do atletismo, inclusive a corrida do Usain Bolt.
Toda a logística do evento foi de responsabilidade da TV Globo, bem como toda a gestão e organização de detalhes do evento.
Aproveitamos a ocasião olímpica, para distribuir, no final do evento, a 10ª edição do Caderno Globo. Toda ano elaboramos o caderno com edições temáticas e essa, chamada Somos Todos Olímpicos, conta com reflexões de acadêmicos, especialistas e atletas de diferentes áreas sobre o esporte e sua relação com as pessoas ao redor do mundo. Alguns articulistas e conselheiros do Caderno, inclusive, estiveram no evento. Disponibilizamos também, a publicação em versão digital, em português e em inglês, no link: app.cadernosglobo.com.br.
Mídias Sociais da Globo:
Quem acompanha as mídias, foi convidado por Fábio Judice, através do Instagram, para visitar a Exposição. O vídeo recebeu mais de 13 mil visualizações. Além, fotos foram divulgadas no facebook e vídeos disponibilizados no Snapchat da Globo.

Galeria de imagens
Ilustrações sobre a evolução da TV
Evolução da resolução
Totem touchscreen identificando e contando a história de cada década correspondente
Público visitante
Público visitante
Visitante escutando o áudio diretamente da tv
Visitantes conhecendo a exposição
Set cenografado e modelo caracterizado
Set cenografado e modelo caracterizado
Set cenografado e modelo caracterizado
Set cenografado e modelo caracterizado
Set cenografado e modelo caracterizado
Educadores uniformizados
Visitantes conhecendo a tv 8k
Bar montado no átrio do museu
Átrio visto de cima
Decoração do evento
Executivos assistindo conteúdo em 8k
Discurso no auditório para demonstração de conteúdo ao vivo em 8K
Prova de atletismo ao vivo em 8k, no auditório
Coquetel
Caderno Somos Todos Olímpicos
Entrega ao fim do evento - Caderno Somos Todos Olímpicos
   

 

A exposição Experiência do Amanhã, que fazia parte das atrações do Museu do Amanhã se transformou em um programa à parte para as famílias, visto que a primeira sensação foi a memória afetiva proporcionada ao se depararem com objetos cenográficos e imagens que em algum momento fizeram parte da vida de cada visitante. Para os mais velhos das famílias, a emoção era inevitável e faziam questão de dizer para os mais jovens o quão aquele momento trazia boas lembranças. Os visitantes se emocionaram, choraram de alegria, fotografaram e registraram essas emoções.

Os resultados do evento foram muito além do esperado, os ingressos, para este período foram vendidos com antecipação no site do Museu e no ato, caso a lotação para o horário permitisse. Com isso, mais de 30.000 pessoas prestigiaram o evento (exposição + exibição das competições), muitos vieram em mais de um dia, trazendo amigos e familiares. O público presente no evento era composto por pessoas de todas as idades, em sua maioria jovens e adultos que ficaram encantados com o que presenciaram.

A Experiência do Amanhã recebeu ampla cobertura da imprensa, com mais de 50 inserções, foi um dos assuntos mais comentados entre os veículos nacionais e internacionais.

Passado o período de exposição, muitos elogios surgiram como feedback ao evento, aumentando a confiança da TV Globo para que as próximas oportunidades de negócio venham a ser experimentadas pelo público, como ocorreu na Experiência do Amanhã - A Evolução da Televisão no Brasil.

Galeria de imagens
Instagram Rede Globo
Valor Economico
O Globo
Meio & Mensagem
Facebook Rede Globo
Next TV Latin America
O Globo
Propmark
Revista Home Theater
WorldScreen - TV Latin
         

 

 

Compartilhe: Twitter Facebook Linkedin Plaxo Youtube