Prêmio Caio Sustentabilidade
FORNATUR

O Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo foi criado em 7 de novembro de 2000, contando com o apoio dos então Presidente da Embratur, Caio Luiz de Carvalho, e Ministro do Esporte e Turismo, Carlos Meles.
 

Trata-se de um colegiado formado pelos Secretários de Estado de Turismo ou Presidentes de Órgão Estaduais de Turismo que se reúnem para deliberar sobre os temas relevantes do turismo nacional, incorporando as demandas estaduais, regionais e nacionais, expressando o pensamento e a ação do executivo estadual na gestão do turismo, constituindo-se um bloco de expressão técnica e política.
 

Atua, junto com o Conselho Nacional do Turismo, como órgão de assessoramento ao Ministério do Turismo, na elaboração e implantação do Plano Nacional do Turismo e na discussão dos principais programas e projetos do turismo brasileiro. O Presidente do FÓRUM tem assento no Conselho Nacional do Turismo.
 

Reúne-se em media a cada dois meses, em sedes itinerantes, coincidentes com eventos turísticos de projeção nacional e internacional e /ou considerando o interesse de visitação a destinos turísticos consagrados.
 

Seu Secretário Executivo é eleito pelo colegiado, e exerce suas funções baseado em um órgão estadual. Quando das reuniões ordinárias e/ou extraordinárias, o seu deslocamento e estadia é disponibilizado pelo órgão sede da reunião.
 

O Presidente do FÓRUM até o momento foram:
 

- Sergio Ricardo Almeida. Rio de Janeiro. (2000/2001);
 

- Carlos Edil. Distrito Federal. (2002);
 

- Adenauer Góes. Pará. (2003/2004);
 

- Marcelo Safadi. Goiás (2005/2006 - atual).
 

Importantes temas deliberados pelo FÓRUM, já implementados ou em curso:
 

- Criação do Ministério do Turismo;
 

- Criação da Comissão Permanente de Turismo na Câmara dos Deputados;
 

- Elaboração de documento entregue aos Presidenciáveis em 2002 (CBRATUR);
 

- Elaboração do Plano Nacional do Turismo;
 

- Instalação dos Fóruns e Conselhos Estaduais de Turismo;
 

- Instalação do Programa de Regionalização /Roteiros do Brasil;
 

- Elaboração dos novos critérios para distribuição de recursos descentralizados do Ministério do Turismo e Embratur aos Estados para a Promoção Nacional e Internacional;
 

- Instalação do Fórum Mundial do Turismo;
 

- Elaboração de uma nova política de vôos regionais, nacionais e internacionais;
 

- Elaboração de uma política de captação de vôos charter;
 

- Novas parcerias com a Infraero, Confederação Nacional do Comercio; Sebrae, Companhias Aéreas; e entidades do turismo nacional;
 

- Acompanhamento de temas relevantes do Turismo com o Congresso Nacional;
 

- Criação da Comissão de Turismo do Senado Federal;
 

- Participação em eventos, seminários e fóruns nacionais e internacionais.
 

- Realização de seminários técnicos;
 

- Elaboração do Plano Aquarela do Brasil;
 

- Realização do Salão Brasileiro de Turismo, com a participação das 27 Unidades Federativas do País.
 

- Elaboração de documento entregue aos Presidenciáveis em 2006 (CBRATUR); Trata-se, portanto, de um grupo de representatividade e legitimidade da gestão turística dos estados, em comunicação direta com os Senhores Governadores Estaduais e com as demais autoridades dos poderes constituídos em nível nacional e estadual.
 

« voltar

Compartilhe: Twitter Facebook Linkedin Plaxo Youtube